Equilibrium out side of the box

 

Equilibrium out side of the box pretende exprimir-se subliminar mente na fronteira da ética e da estética, de forma crítica e paradoxal, observando o que acontece na relação entre o observador e a obra de arte, as suas interacções e as possibilidades de erro e criatividade expressas nesse diálogo.

“Qualquer coleção corresponde a uma vontade de selecionar, combinar e reunir – traduções ambivalentes do verbo latino colligere -, que preside à sua génese. A aspiração ao acabado, à série completa, ao definitivo, é uma constante em todas elas, assim como a consciência da coleção como um todo, que lhes está normalmente subjacente. Com efeito, face a outro tipo de relações contextuais correntes na História da Arte, a relação que se estabelece no interior de uma galeria ou coleção tem a particularidade de cada imagem ter como “pano de fundo” o conjunto das demais obras (fundo este que, em última instância, não é mais do que “a arte”).”

(excerto do texto O OLHO CURIOSO, de Maria José Goulão, para a exposição “Teoria da Pintura – uma colecção quase objecto, ou mais.”)

‘Equilibrium out side of the box’ Instalação by Filipe Garcia Performance by João Gigante Curadoria Hugo Soares João Gigante & AISCA Viana do Castelo PT Teoria da Pintura